Sem inquérito concluído, polícia investiga morte de cozinheira após explosão de panela em SP

0
26
sem-inquerito-concluido,-policia-investiga-morte-de-cozinheira-apos-explosao-de-panela-em-sp
Sem inquérito concluído, polícia investiga morte de cozinheira após explosão de panela em SP

A Polícia Civil ainda não concluiu o inquérito do caso da cozinheira, de 35 anos, que morreu no primeiro dia de trabalho após ser atingida pela explosão de uma panela de pressão, “segue realizando diligências e aguarda resultado dos laudos periciais”, informou a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) em nota ao R7.

O acidente ocorreu em uma churrascaria de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. A vítima, identificada como Alminda Maria Texeira, havia acabado de ser contratada. Imagens de câmeras de segurança mostraram o momento em que mulher foi atingida. — Veja o vídeo abaixo.

Ainda de acordo com a SSP, o resultado do exame necroscópico da vítima ainda vai sair, enquanto isso, não há informações confirmadas sobre a causa da morte de Alminda. O acidente ocorreu há quase três semanas, na noite de quinta-feira (9).

Em entrevista à Record TV, o dono do estabelecimento revelou que a panela estava cozinhando frango no momento em que explodiu.

Outros funcionários também estavam na cozinha no momento da explosão, mas não foram atingidos. Eles ainda tentaram ajudar a vítima.

Um dia após a morte da nova funcionária, a churrascaria decidiu fechar as portas por motivos de luto. Apesar de não terem intimidade com Alminda, que estava em seu primeiro dia de trabalho, o dono do estabelecimento e os funcionários se compadeceram com a situação.

“Não teve o que fazer, não tem explicação para o que aconteceu”, lamentou o proprietário da churrascaria, na qual trabalha há mais de 40 anos.

As causas do acidente com a panela de pressão seguem sendo investigadas pela Polícia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui