Goiânia: População espera há anos resolução dos problemas da Comurg, diz prefeito Rogério Cruz no Café com CBN

0
9
goiania:-populacao-espera-ha-anos-resolucao-dos-problemas-da-comurg,-diz-prefeito-rogerio-cruz-no-cafe-com-cbn
Goiânia: População espera há anos resolução dos problemas da Comurg, diz prefeito Rogério Cruz no Café com CBN

O prefeito de Goiânia Rogério Cruz afirmou nesta quinta-feira (13/6) que a população espera há anos pela resolução dos problemas da Comurg e que só agora, nesta gestão, as soluções começam a avançar. Rogério marcou presença no projeto Café com CBN, edição Goiânia 100 Anos, promovido pela rádio CBN 97,1 FM. O evento proporcionou uma visão abrangente da cidade, debatendo uma variedade de tópicos ao longo do programa. Entre os assuntos discutidos estavam o Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) para a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), as terceirizações do Aterro Sanitário e da coleta de lixo, além do projeto Centraliza. Durante a entrevista conduzida pelo apresentador Luiz Geraldo, o prefeito compartilhou insights sobre esses temas e respondeu às perguntas dos internautas e ouvintes.

Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) para a Comurg

O prefeito enfatizou a importância de tornar a Comurg uma entidade totalmente independente, com capacidade de gerenciar seus processos e serviços de forma autônoma para atender às necessidades da comunidade. Ele destacou que o TAG representa o início de uma discussão que envolve a adequação e o acompanhamento das decisões, visando garantir a eficiência e a sustentabilidade a longo prazo. O processo, que está programado para iniciar em 2025, visa encontrar soluções que possibilitem à Comurg operar de forma independente, ao mesmo tempo em que a prefeitura mantém a capacidade de sustentar financeiramente suas operações e continuar entregando melhorias para a cidade.

“A Prefeitura de Goiânia, neste momento, não consegue absorver a Comurg. Por isso que nós fizemos essa TAG, trouxemos a responsabilidade de trazer solução para a Comurg, que é um trabalho que temos feito desde o início da nossa gestão: fazer com que a Comurg seja totalmente independente, fazendo seus processos de trabalho e serviços prestados à comunidade. O processo será a longo prazo para que essas decisões possam ser tomadas com o acompanhamento, com a construção dessa decisão junto ao TCM. Tudo ainda pode ser discutido inclusive com o próprio TAG. Na verdade o TAG vem para dar início a essa discussão, por isso que o TAG disse que vai começar esse processo em 2025 para que nós possamos fazer com que acúmulo, ou dependendo do acordo que será feito ou a determinação TCM, seja dependente ou independente, a prefeitura precisa também trabalhar para que os cofres da prefeitura tenham condições de manter ou não e continuar fazendo o trabalho para a população, entregando obras para a cidade como temos feito”.

Liquidação da Comurg

Rogério esclareceu que o termo “liquidação” é inadequado para descrever o futuro da Comurg, uma vez que a empresa desempenha um papel fundamental na manutenção da limpeza urbana da cidade, incluindo cuidados com jardins, praças e parques. Ele reforçou que a Comurg continuará suas atividades essenciais, mesmo que adaptações sejam necessárias para garantir sua eficácia e sustentabilidade a longo prazo.

“Liquidação eu acho uma palavra muito complicada, porque a Comurg é uma empresa que é para cuidados, uma empresa urbana de lixo, ela hoje faz parte com 49% com outras funções, ela tem os jardins, cuidados com praças, ela apoia com os cuidados nos parques, tem as varrição manual. Tudo isso é comum que ela faz, é uma empresa, podemos dizer, que é uma empresa que faz o serviço de cuidados de limpeza urbana na cidade, estão não significa que vá acontecer isso, como dizem, liquidar”.

Terceirização do Aterro Sanitário e da Coleta de Lixo

O prefeito ressaltou que as decisões de terceirização foram tomadas após um processo cuidadoso de avaliação, acompanhado pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Ele enfatizou o compromisso da administração municipal em assegurar que a transição seja realizada de maneira gradual, com o objetivo de minimizar impactos e garantir a qualidade dos serviços prestados à população.

“Essa decisão ela já era esperada pela população há muitos anos, a decisão de contratar, de fazer um novo contrato, uma nova empresa privada que pudesse ter o cuidado com a coleta na cidade. É um processo que iniciou inclusive acompanhado pelo Ministério Público acompanhado pelo TCM, e eu pedi que na nessa altura a Seinfra tivesse o cuidado e assim foi feito. Só abrimos a licitação, só liberamos a licitação, quando tivemos aí o acordo, o apoio do TCM, como também do Ministério Público e assim foi feito. Prova disso é que foram todos acompanhados, e tivemos três vezes ações contra essa empresa contra esse processo, e o TJ três vezes derrubou as liminares. Então, isso prova que no estamos no caminho certo. Agora, em resposta para a população, para a cidade, essa transição ela vai acontecer aos poucos, está acontecendo aos poucos. Tivemos a mudança quando a empresa assumiu 51%, tivemos alguns problemas nas regiões que eles assumiram. Acompanhei, por 24 horas, de perto como era o processo, como deveria ser, onde estavam os pontos locais com alguns erros. E eles foram consertados. Prova disso é que no dia que eles assumiram a Região Oeste estavam mais bem preparados, mais conhecedores do processo de limpeza urbana”.

Projeto Centraliza

Rogério explicou que o projeto Centraliza visa revitalizar o centro de Goiânia, oferecendo mais espaços públicos e oportunidades para o desenvolvimento urbano. Ele destacou que o projeto vai além da construção de um simples calçadão, incluindo iniciativas como a implementação de estacionamento digital azul e a promoção de novas construções que contribuam para tornar o centro da cidade mais vibrante e atrativo.

“Nós apresentamos à sociedade, inclusive com várias audiências públicas, na Câmara já passou pela votação agora discussão. É uma discussão que pode surgir dúvidas porque o projeto é muito amplo, não se trata apenas de fazer um calçadão e ponto. Não é só um calçadão, porém em volta disso em todo o centro de Goiânia nós teremos ali a questão da zona de estacionamento digital azul, teremos a oportunidade de termos construções novas. Estacionamento não está dentro do projeto, o projeto se trata apenas do calçadão, mas trata de um conjunto de projetos que vai fazer com que o Centro de Goiânia se torna um centro real como nós conhecemos outros centros de outras capitais ou até de outros países”.

Perspectivas Políticas

O prefeito reiterou sua pré-candidatura e mencionou o apoio de sete partidos, com negociações em andamento para fortalecer ainda mais sua base. No entanto, ele enfatizou que seu foco principal no momento é concluir sua gestão atual, entregando as muitas melhorias planejadas para Goiânia até o final de 2024. Rogério enfatizou o compromisso contínuo com a administração eficaz e o desenvolvimento da cidade, trabalhando em estreita colaboração com seu secretariado para alcançar esses objetivos ambiciosos.

“Mantenho a pré-candidatura, hoje nós estamos com sete partidos já trabalhando juntos e estamos buscando apoio de mais partidos. Temos aí conversado com mais dois para que possamos fortalecer a nossa base atual como também fortalecer a nossa pré-campanha. Mas estou em plena gestão, fazendo gestão, e tenho que fazer gestão até o final de 2024, e meu foco hoje, verdadeiramente, é finalizar essa gestão, encerrar essa gestão fazendo as entregas que ainda faltam, que são muitas ainda. Tenho dito sempre: temos feito muito para a cidade de Goiânia, mas temos muito que fazer, temos muitas entregas até o final deste ano e essas muitas entregas exigem muito do gestor exigem muito do secretariado. E, com certeza, estamos trabalhando para isso”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui